<$BlogRSDURL$>

terça-feira, novembro 01, 2005

Macau, mon amour... 

Tenho escrito pouco sobre isso; tenho recebido notícias de lá, tranquilizadoras, de uma vida de se normaliza num mundo que é diferente deste em muita coisa. O Miguel está fascinado com os estranhos equipamentos do parque para o exercício físico, mesmo frente ao bloco de apartamentos em que vivem. Muito procurados pelas pessoas que frequentam o jardim, inscrevem-se naquela filosofia geral oriental de compor uma boa unidade entre corpo e espírito. Ali cuida-se do corpo. Ele adora. E mais detalhes deliciosos sobre as rotinas, os nomes dos cafés, dos restaurantes, o mercado, os preços e a dolorosa constatação de que afinal tudo é caro. E ainda falta saber tanta coisa. Para outro dia.

Comments:
Não é assim tão caro. É como em todo o Mundo: há que procurar bem, porque se há lugar onde existe "barato e bom" é mesmo aqui!

Vasco

P.S. - embora sem saber quem seja, dou as boas vindas aao Miguel.
 
Enviar um comentário