<$BlogRSDURL$>

terça-feira, agosto 16, 2005

Um intestino em férias [1] 

Sou,de momento, um intestino em férias. E este é, como sabemos [pelo menos alguns de nós], o orgão humano que mais determina as inquietações da nossa alma. Ou que mais as condiciona com estrita rédea curta. Sobre as atribulações deste paciente e sofrido intestino, de hábitos morigerados, gostaria ainda de dar conta nos próximos dias. Das leituras vorazes do salve-se-o-que-se-puder, do festival de Teatro de tão boas recordações e sobre o qual me calei, ainda quero escrever aqui. Das viagens, mais pressentidas e imaginadas que reais deste intestino, falarei depois.

Para seguir o rasto sinuoso das minhas leituras recentes e actuais, sugiro ao meu singular [e provavelmente único] leitor ocioso [ainda que eu não saiba quem seja] que por acaso por aqui apareça, que olhe a coluna da direita. Tentarei mantê-la actualizada. É o deve e haver das minhas leituras, algo como uma diarreia súbita, a leitura compulsiva sem qualquer retenção... desculpem-me as metáforas do intestino.

Comments: Enviar um comentário