<$BlogRSDURL$>

terça-feira, agosto 16, 2005

Estou de partida (estou e não estou...) 

Pela primeira vez, se tudo correr bem, vou descentralizar mesmo a escrita deste blog. Num certo sentido vou sair para escrever de novo aqui. Explicarei depois. Mas posso adiantar que na próxima semana estarei a organizar o espólio de um obscuro poeta infeliz que morreu há poucos anos afogado no Tejo, no silêncio e na solidão.

Sebastião, o poeta, escreveu um dia, a abrir um dos seus raros livros de versos:

Este poema é a ondulação do mar.
Se se inspira, volve ao interior.

Mas galga logo as areias do Amor,
espraiando livremente o ar...


* * *


Darei aqui, regularmente, espero que também frequentemente, as notícias desse trabalho. Como num diário. Mais pormenores depois de chegar.

Comments: Enviar um comentário