<$BlogRSDURL$>

quinta-feira, junho 23, 2005

Tomasa Guerrero "La Macanita" [amanhã no castelo ] 



Os portugueses não gostam de Flamenco e confundem frequentemente os palos... Ao contrário, os japoneses, apreciam todos os géneros e pagam a preço de ouro os melhores nomes a quem prodigalizam tournées apoteóicas. Mas isso explica-se, por razões culturais e de proximidade geográfica.

Por isso já é um acontecimento, por si só, a coincidência, no período de uma semana, da presença de dois grandes nomes do flamenco em Lisboa. No sábado passado foi Vicente Soto Sordera, que actuou no Jardim de Inverno, no S. Luís, a propósito da estreia de uma peça de Lorca. Amanhã, será a vez de Tomasa Guerrero "La Macanita", actuando como convidada de Ana Sofia Varela, fadista, num espetáculo das Festas de Lisboa. O acontecimento, o encontro entre vozes, terá lugar no castelo de S. Jorge, ao preço nada popular de 12,5 €.

A Macanita é uma flamenca de Jerez de la Frontera e é frequentemente considerada como uma das melhores da cena actual. Sem concessões, fazendo o que quer fazer que é cantar flamenco com fidelidade sincera às origens. Da sua voz diz-se que "tiene madera", o que não é pouco, e a sua passagem pelas Festas é uma excelente notícia para quem gosta dessa estranha forma de expressão músical, o Flamenco, tão distante de nós como a música tradicional japonesa.

Comments: Enviar um comentário