<$BlogRSDURL$>

quinta-feira, setembro 30, 2004

Recado (aqui que ninguém nos ouve) 

É um recado para a minha amiga Lucília A. que me manda pedir informações sobre O Fantasma da Ópera de Gaston Leroux. Não li, não conheço a não ser pelas badanas e pela fama que sempre substitui razoavelmente a leitura de uma obra importante quando não a lemos efectivamente. Quanto a edições actuais só conheço uma: é o tomo 10 da colecção que o jornal Público vem distribuindo às quartas-feiras - colecção Geração Público. Não consegui encontrar uma foto do livro, que falta nas páginas de apresentação, mas é semelhante ao exemplar do Moby Dick aqui mesmo ao lado.
Em geral os quiosques ou as papelarias que vendem o jornal conservam exemplares da colecção que não foram vendidos na devida altura, como aliás fazem com tantos outros - agora os jornais vendem tudo, desde livros (vá lá) até serviços de chá, crucifixos, imagens piedosas da nossa Senhora de Fátima, gravuras para emoldurar, pins com a bandeira portuguesa para desfraldar na camisola, cd's com óperas (que continua a ser a música mais adequada para operários), etc. E os livros que sobraram vendem-nos a quem os pedir, só para se livrarem deles. No caso do livro da colecção do Público sei que o café Óasis (lá dentro há um quiosque) tem alguns exemplares, não sei de quais, e encontrará facilmente outros locais com livros desses. O problema é que O Fantasma da Ópera foi vendido em Julho, se não me engano, tendo já passado meses desde então. A probabilidade de o encontrar não é remota, mas também não é seguro que o encontre.
Uma sugestão: esta colecção tem outros bons livros para oferta - O Moby Dick, em dois tomos consecutivos... e tantos outros. Cada exemplar custa 4,20 €. Em resumo: sem embargo de existir outra edição, que haverá seguramente, conheço esta que ainda poderá encontrar, com sorte e preserverança. Os exemplares de saída mais recente encontrará de certeza. Não sei se ajudei a resolver o problema...
Para mais informações sobre a colecção do Público ver aqui.

Comments: Enviar um comentário