<$BlogRSDURL$>

segunda-feira, julho 26, 2004

Indignação no Aviz, mau ambiente na blogosfera 

Comecei já tarde a minha ronda diária pelos blogues. Alguns já estão de férias, o que deixa no ar a perspectiva de alguma melancolia. Veremos quem volta, depois do Verão. Passei pelo Aviz, de Francisco José Viegas. O "homem do grande norte" surpreendia-se, indignava-se. Recebeu de um amigo o link para um texto delirante, daqueles que acusam os judeus de tudo e mais alguma coisa, à excepção talvez (e daí não sei) das grandes manchas solares, do El Niño e do aquecimento global. "Este é um exemplo do delírio anti-semita de direita, num texto intitulado "A imprensa, os judeus, o rebanho de Panurgo" , - explica Francisco José Viegas.
Como em todo o delírio persecutório há qualquer coisa de compulsivo (e de contínuo encarniçamento) nestas manifestações da psicologia humana. O que é que se há-de fazer? A grande conspiração é um mecanismo diabólico que se autoalimenta, sem entropia, sem qualquer perda e sem verificação experimental. Quanto mais suspeita mais motivos há para elevar o grau da suspeita, e assim sucessivamente até onde se quiser ir, frequentemente parando apenas depois de ultrapassado o ridículo. Aliás, esse mecanismo da suspeita, que é estritamente ideológico, já foi deliciosamente explorado nas páginas do Dom Quixote (imaginem!). Com a vantagem para os de hoje de Cervantes ter um finíssimo sentido de humor e não acreditar de todo na ficção que nos oferece. Voltarei ao tema, num post futuro.
Basta ser um open mind e ter tempo de sobra; a blogosfera revela as suas surpresas para quem procura sem reservas seja o que for. Eu leio estes desvarios como ficções em roda livre, narrativas que perderam há muito qualquer perspectiva de um protocolo com a realidade. Não falam da realidade, falam apenas e nesse falar sem referente credível apenas denunciam o perfil vitimista de quem crê, lá no fundo, de que a realidade está a mais na sua desolada representação do mundo.

Comments: Enviar um comentário