<$BlogRSDURL$>

domingo, junho 13, 2004

Vive la France (et Portugal...) 

Gritei de alegria pelos dois golos inesperados (e desesperados) da selecção francesa, no segundo jogo do Grupo B, contra a Inglaterra. Espero francamente o melhor da França, também por razões exteriores ao futebol. Gosto de ver ganhar uma selecção que é um mosaico étnico harmonioso e bem sucedido. Na verdade não vi o jogo, mas vi os golos, enquanto caiam, na noite eleitoral, os resultados da votação para o Parlamento Europeu. A história de ontem é outra. No jogo de abertura no Dragão (eu comecei a ver apenas 2 ou 3 minutos depois) a selecção portuguesa jogou mal e não soube contrariar a maior objectividade dos gregos. Houve pouco ou nenhum brilho, poucos remates à baliza, algum azar e quanto à magia que todos esperamos desde há muito, nada de nada. O El Pais escreveu que Luís Figo jogou 'como um leão ferido'. A imagem é lindíssima, pela carga melancólica e literária que deposita no comentário ao jogo. Mas talvez seja afinal injusta para com o jogar que procurou arrastar a equipa para a frente, lá onde sempre encontravamos uma barreira que não foi posível ultrapassar. Até o golo de cabeça de Cristiana Ronaldo, tão perto do apito final, não poude ser comemorado devidamente. O jogo acabou logo a seguir sem honra nem glória. Agora é ver na quarta-feira.

Comments: Enviar um comentário