<$BlogRSDURL$>

quinta-feira, junho 17, 2004

Roteiro, a bola conceptual do EURO 2004 

Eu diria que é uma obra conceptual, concebida para realizar plenamente um conceito, para explicar uma ideia: a ideia de um mundo representado por uma esfera em cuja curvatura perfeita e sem pregas se escrevem as marcas que permitem interpretá-lo. Uma obra de arte industrial ou de pop art. Warhol ou Roy Lichenstein... o que é que eu estou aqui a escrever?
Seja como for, gosto dos detalhes que conformam esta bola do Euro como um ícone cultural. Cada bola apresenta os nomes das equipas que se vão defrontar e o nome da cidade onde o jogo vai ter lugar. Na Roteiro não falta, naturalmente, as coordenadas da mesma cidade. Quando as imagens de cada jogo nos são servidas em camara lenta - que é como deveriam transmitir todos os jogos - nunca é possível ignorar a bola fulgurante que parece pairar acima das incidências do embate. Ela é um personagem e gira meticulosamente em torno de muitos eixos, enquanto os jogadores se obstinam em alcançá-la. Nada mais inútil. A bola nunca lhes pertence verdadeiramente.

Comments: Enviar um comentário