<$BlogRSDURL$>

terça-feira, maio 18, 2004

Blogues no País do Gerúndio 

Recebo, em segunda mão, o Diário do Alentejo que leio praticamente na íntegra. Já escrevi aqui sobre isso. Um dos cadernos, o Alentejoilustrado, da edição de 7 de maio, tem uma matéria relativamente detalhada sobre os blogues de Beja. Apresenta quatro blogues e dá a direcção de alguns outros. Já visitei alguns, mas reservo a minha opinião para depois. Não há dúvida de que os blogues propiciam a fusão da esfera pública com o domínio do privado. É possível escrever num blogue com a mesma informalidade com que se conversa no café, com o mesmo nível com que se diz mal do vizinho do lado ou pior. Há quem escreva no blogue como quem grita um segredo a plenos pulmões por detrás de um muro. Ouve quem for a passar mas não se vê quem o grita. Afinal esta permeabilidade faz parte da ética da blogosfera, com imensos matizes. Adiante.
Visitei a Praça da República, que consiste num lugar de discussão pública sobre a cidade, criado por João Espinho, um tradutor de 46 anos, em Junho de 2003. É visitado por quase uma centena de leitores por dia.
Sónia Ferreira, que trabalha na Divisão de Cultura da Câmara Municipalde Beja, criou o Ao Sul. É um blogue de notícias sobre as actividades culturais da cidade, temperadas com reflexões de índole pessoal, marcado por um óbvio bom gosto.
Um arquitecto de 28 anos criou o Caves do Comandante. É um típico blogue pessoal, onde se podem ler reflexões do seu autor, preocupações e comentários da esfera de interesse de quem publica.
Tem avondo é uma expressão tipica do linguajar alentejano. É também o nome do blogue de André Cláudio, onde podemos ler reflexões sobre a actualidade e notícias sobre a actividade cultural da cidade.
Claro que há mais. Basta entrar num destes e buscar nos links.

Comments:
Obrigado pela referência.
 
Enviar um comentário