<$BlogRSDURL$>

sexta-feira, abril 16, 2004

incomunidade, uma publicação do alberto augusto miranda 

Recebi com surpresa e (como sempre) com imenso agrado uma mensagem do Alberto Augusto Miranda. A notícia (que para mim é novidade absoluta) da publicação de uma revista on line, concebida a partir do porta-aviões da Guilherme Cossul: incomunidade. Digo porta-aviões como poderia usar uma metáfora de bom gosto, que de facto não me ocorre, para dizer que dali têm saído alguns tiros certeiros, publicações de circulação restrita mas dirigidas a um público atento, happenings variados onde a música, a poesia e a arte em geral são partilhadas com o público. Não posso dizer que tenha frequentado a Guilherme Cossul, mas visitei a sociedade algumas vezes em dia de acontecimento. E sempre passei bons momentos na companhia de gente que gosta de prazeres simples e não distingue necessariamente entre um poema dito pelo autor, uma conversa com amigos fraternos ou um copo de vinho tinto.
É claro que a alma da Guilherme Cossul deve muito ao espírito inquieto do Alberto Augusto Miranda. Naquela sala de amigos ouvi-o falar, cantar, declamar, ouvi-o rir, vi-o beber, ouvi-o tocar piano (ainda agora me soa a melodia de um tema admirável que ele compôs)... mas isso foi há algum tempo. Há tempo demais.


Comments: Enviar um comentário